Páginas

terça-feira, 5 de junho de 2007

ATIVIDADE PROA 17/23

TRABALHO FINAL DO GRUPO
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL
CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO
E DA COMUNICAÇÃO NA PROMOÇÃO DA APRENDIZAGEM
UFRGS 2006-2007
PROA 13 – O USO DE BLOS E FLOGS NA EDUCAÇÃO
DOCENTES: Iris Elisabeth Tempel Costa
Suzana de Souza Gutierrez
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO
COMPONENTES DO GRUPO: Neuza Maria Engroff de Ávila
Andréia Abreu
Eliane Soares
Maristela Brizzi
Sônia Souza
"Ninguém aprende sozinho. Tampouco ninguém ensina ninguém. Os homens aprendem em comunhão, mediatizados pelo mundo". Paulo Freire
INTRODUÇÃO
Somos integrantes do curso de Pós Graduação Lato Sensu Especialização em Tecnologias da Informação e da Comunicação na Promoção da Aprendizagem". Fizemos parte do grupo dois, da disciplina Proa 17, onde nos propomos desenvolver um estudo sobre Flogs e Ferramentas para Blogs, com objetivo educativo. Procurando descrever o que é, para que serve, propostas de uso (em especial na educação), suas características, teorias que fundamentam, exemplos de flogs e ferramentas para blogs. Buscamos também explorar as devidas ferramentas, as quais já estão sendo usadas pelos integrantes do grupo em seus blogs. As pesquisas apontam que atualmente temos um número significativo de professores desenvolvendo projetos e atividades mediados por tecnologias. Mas a grande maioria das escolas e professores ainda está tateando sobre como utilizá-las adequadamente. Quando focamos mais a aprendizagem dos alunos do que o ensino, a publicação da produção deles se torna fundamental. Os blogs, fotologs e videologs são recursos muito interativos de publicação com possibilidade de fácil atualização e participação de terceiros.Os blogs, flogs (fotologs ou videologs) são utilizados mais pelos alunos que pelos professores, principalmente como espaço de divulgação pessoal, de mostrar a identidade, onde se misturam narcisismo e exibicionismo (em diversos graus). Atualmente há um uso crescente dos blogs por professores dos vários níveis de ensino, incluindo universitários. Com relação ao potencial pedagógico dos flogs e blogs destaca-se a atualização constante da informação pelo professor e pelos alunos, favorecendo a construção de projetos e pesquisas individuais e em grupo, a divulgação de trabalhos. Com a crescente utilização de imagens, sons e vídeos, os flogs têm tudo para explodir na educação e integrarem-se com outras ferramentas tecnológicas de gestão pedagógica.A possibilidade dos alunos se expressarem, utilizando a linguagem audiovisual, possibilita uma dimensão mais significativa aos trabalhos e pesquisas escolares. A Internet possui hoje inúmeros recursos que combinam publicação e interação, através de listas, fóruns, chats, blogs e flogs.E o professor? Ele também teria acesso aos blogs pessoais dos alunos, podendo sempre comentá-los, tirar dúvidas e selecionar bons textos e temas de discussão para levar para a sala de aula. Deixando os alunos livres para criar, sem compromisso de resultado ou nota, o professor obtém o que há de mais valioso nesta relação: passa a conhecer a cabeça de seus alunos, seus sonhos, medos, desejos e interesses. Seja como for, levar o recurso dos blogs e flogs para a escola pode representar um salto na capacidade de comunicação dos alunos. Convidados a se divertir, eles estarão exercitando a leitura, a escrita, o senso crítico e a familiaridade com a informática. Na sala de aula, serve para registrar os conhecimentos adquiridos pela turma durante os projetos de estudo, sendo possível enriquecer os relatos com links, fotos, ilustrações e sons. Fazendo blogs e flogs cria-se o hábito de registro e se divulgam boas iniciativas. São ótimas estratégias para dar a palavra aos estudantes e desenvolver a sua criatividade. Pode abrir novos canais de comunicação entre alunos e professor, incentivando, com isso, o convívio e a aprendizagem das tecnologias envolvidas. O educador pode convidar os alunos para criarem, juntos, um blog da turma. Todo o processo - escolher o servidor, eleger e editar o visual, inscrever os participantes e decidir o nome e os "objetivos" do blog - pode ser feito coletivamente.Também é possível fazer do blog um jornal com as novidades, curiosidades, notícias da turma. Grupos de alunos poderiam assumir cada editoria (editorial; notícias da escola; notícias da turma; cultura; esportes; colunas de opinião; etc.) e o jornal estaria sempre fresquinho e sempre no ar, para quem quisesse ler. E, para complementar, poderiam fazer também um flog comunitário, de maneira a compartilhar fotos dos principais acontecimentos.
DESENVOLVIMENTO
O marco que deu inicio a história dos Flogs como ferramenta de comunicação na Internet foi o surgimento das imagens digitais. Em vez de serem registradas em película, as imagens passaram a ser convertidas nos sinais binários da linguagem dos computadores. Nos anos 90 as primeiras câmeras digitais chegaram ao mercado dando inicio a uma nova era da fotografia. A partir daí as câmeras digitais tornaram-se tão populares que algumas pessoas começaram a tirar fotos sem pensar duas vezes, sem esperar por um momento especial. Um Flog (também Fotolog ou Fotoblog) é um registo publicado na Internet com fotos colocadas em ordem cronológica, ou apenas inseridas pelo autor sem ordem, de forma parecida com um Blog. Ainda pode-se colocar legendas retratando aqueles momentos. É parecido com um blog, mas a diferença é que predomina fotos ao invés de texto.A palavra é uma abreviação de fotolog, que por sua vez surge da justaposição de "foto" e "log" (do inglês, diário). O Flog conta com algumas ferramentas para classificar informações técnicas a seu respeito, todas elas sendo disponibilizadas na internet por servidores exclusivos e/ou usuários comuns. Os sistemas de criação e edição de flogs são muito atrativos pelas facilidades que eles têm, pois não é preciso ter conhecimento de HTML, o que atrai pessoas a criá-los, ao invés de seus sites pessoais.Num flog, o principal objetivo é compartilhar imagens de maneira interativa, já que as pessoas que visitam o site geralmente podem fazer comentários, sugestões ou críticas.Para alguns, os flogs consistem apenas de uma maneira de mostrar fotos aos amigos e família, enquanto outras pessoas o tratam com um caráter mais profissional, com produções técnicas mais elaboradas. Onde posso criar um Flog? Para criar um Flog deve-se cadastrar em um site que disponibiliza este serviço. Abaixo uma lista de servidores de flogs:Português:BrasilFlog FlogBrasil Flog Click Grátis Flogão Flogs Floguxo Fotoblog FotoFlog Fotolog GigaFoto Mega Flog My Flog PhotoLog VibeFlog VipFlog Inglês:Fotolog
Quanto as ferramentas para blogs, temos várias sugestões para passar, inclusive muitas delas já estamos usando em nossos blogs. São contadores de visitas, murais de recados, relógios, menu suspenso, como inserir som, signo, letreiros digitais ou texto animado (aqueles que se movimentam), barra de status, mouse personalizado, sala de chat, templates,.. Para colocá-los, existem sites que podemos visitar que nos fornecem estes recursos, dos quais copiamos o código e colamos em nosso blog, no layout, ou para quem domina, pode ser diretamente na editor HTML do blog. Todas estas dicas estão disponíveis no tutorial, que montamos no trabalho do grupo 2. Existem inúmeros recursos e ferramentas disponíveis, nós mostramos algumas.Como podemos usar os Flogs com nossos alunos?Professores e alunos podem gravar vídeos de curta duração, com câmeras digitais e disponibilizá-los, por exemplo, como ilustrações de um evento ou pesquisa ou mesmo Os blogs ou flogs permitem a atualização constante da informação pelo professor e pelos alunos, favorecem a construção de projetos e pesquisas individuais e em grupo. A escola com as redes eletrônicas se abrem para o mundo, o aluno e o professor se expõem, divulgam seus projetos e pesquisas, são avaliados por terceiros, positiva e negativamente. A escola contribui para divulgar as melhores práticas, ajudando outras escolas a encontrar seus caminhos. A divulgação hoje faz com que o conhecimento compartilhado acelere as mudanças necessárias, agilize as trocas entre alunos, professores, instituições. A escola sai do seu casulo, do seu mundinho para se tornar uma instituição onde a comunidade pode aprender contínua e flexivelmente.Os professores podem ajudar o aluno incentivando-o "a saber" perguntar, a enfocar questões importantes, a ter critérios na escolha de sites, de avaliação de páginas, a comparar textos com visões diferentes. Os professores podem focar mais a pesquisa do que dar respostas prontas, ou aulas todas acabadas. Podem propor temas interessantes e caminhar dos níveis mais simples de investigação para os mais complexos; das páginas mais coloridas e estimulantes para as mais abstratas; dos vídeos e narrativas concretas para os contextos mais abrangentes e assim ajudar a desenvolver um pensamento crítico e reflexivo.Outra idéia que fica como sugestão para as colegas que registraram com fotos a sua prática com PA na escola. Poderão construir um flog com fotos da escola e dos professores parceiros, dos alunos trabalhando no laboratório, enfim dos vários momentos da caminhada realizada com os Projetos de Aprendizagem.Visitamos um álbum chamado: “PELOS CAMINHOS DA EDUCAÇÃO”. Um Álbum é uma opção para organizarmos as fotos em capítulos e em ordem cronológica, como fazemos com um álbum de fotografias comum. O álbum, retrata a trajetória da sua criadora no desenvolvimento com os Projetos de Aprendizagem, em uma turma de 1ª série. Está organizado em vários capítulos que podemos selecionar, em uma barra localizada na parte superior esquerda do álbum e clicar em OK, para visualizar as fotos correspondentes a cada momento. O link para o álbum é: http://www.flogalunos.myalbum.com.br/ .Também pode-se criar um blog ou flog para cada turma colocar fotos deles, para que relatem a importância do momento que estão vivendo.Colocar imagens relacionadas a um determinado conteúdo: obras de grandes pintores, imagens do corpo humano, fatos históricos, para os alunos comentarem.Vamos discorrer sobre algumas teorias dão suporte ao uso de Blogs e Flogs na educação.Na educação, os Blogs e Flogs são uma excelente ferramenta para publicação de idéias. A intimidade que os jovens alunos tem com o computador aliada ao potencial pedagógico dos blogs e flogs são um caminho para a construção da linguagem, a reflexão sobre a leitura e a escrita, a interação entre os sujeitos que o compõe e o objeto de estudo. O Blog e o Flog tornam-se um espaço privilegiado, pois como afirma Pierre Lévy “os novos meios de comunicação permitem aos grupos humanos pôr em comum seu saber e seu imaginário [...] o coletivo inteligente pode inventar uma 'democracia em tempo real', uma ética da hospitalidade, uma estética da invenção, uma economia das qualidades humanas”. Criar e manter um blog ou flog é uma forma de estar se inserindo em novas comunidades, colaborando com a inteligência coletiva e criando novas posturas éticas e morais dentro do ciberespaço.Considerando alguns pressupostos teóricos, podemos afirmar que os Blogs e Flogs são um excelente espaço para o desenvolvimento da autonomia, que para Piaget, “significa ser capaz de se situar consciente e competentemente na rede de diversos pontos de vista e conflitos presentes numa sociedade”. Para chegarmos nela, torna-se necessária a superação da heteronomia, demonstrando interesse pelas atividades coletivas e regradas, respeitando mútuos acordos e construindo conhecimentos através de interações, conquistando através de sucessivas tomadas de consciência o equilíbrio ideal das estruturas do conhecimento.Para Alicia Fernandez (2001), “o mais importante na experiência de aprender é o indivíduo saber que é capaz de fazer, que tem poder de aprender”. Criando um Blog ou Flog, o aluno torna-se autor de suas idéias, responsável pelas suas publicações, buscando sempre o novo, o inédito. A criatividade está embutida na busca da atenção dos outros, interagindo com novos sujeitos ele vai construindo sua identidade com prazer e se inserindo em novos contextos sociais.Devemos lembrar também que, para Wallon “a dimensão afetiva ocupa lugar central, tanto do ponto de vista da construção da pessoa quanto do conhecimento”. A reciprocidade entre afetividade e inteligência se dá ao longo da vida de tal forma que as aquisições de cada uma repercutem sobre a outra permanentemente, alternando preponderâncias. Então, supõe-se que o sujeito aprende mais na medida que está envolvido emocionalmente com o objeto de estudo. Podemos dizer que um aluno motivado em criar seu Blog e manter um Flog está aberto a novas aprendizagens e à aquisição de conhecimentos que irão contribuir na execução do seu projeto.Engana-se quem imagina que os blogs e flogs são ferramentas dedicadas aos alunos. Elas servem como um excelente recurso para os professores publicarem suas idéias, suas aulas, textos preferidos ou relacionados aos conteúdos trabalhados. Eles podem se tornar espaço de discussão entre grupos afins, criando redes para a troca de experiências e debates. Através de um Flog, pode-se registrar momentos de estudos entre os alunos, inserindo fotos para compartilhar com todos.Segundo Paulo Freire, em Pedagogia da Autonomia, “ ensinar é criar possibilidades para produzir ou construir conhecimentos [...] é reforçar a capacidade crítica, sua curiosidade, sua insubmissão [...] estar predisposto à mudança, à aceitação do diferente, consciência do inacabamento [...] ensinar exige curiosidade”. Sem curiosidade, não aprendo nem ensino, diz Freire. Os professores devem ser curiosos e saber quais são as novidades que inquietam os alunos. Devem tomar conhecimento destas novidades e interagir com elas, para que passando a conhecê-las possam aplicá-las no contexto educacional. Para que o professor possa oportunizar a aprendizagem criando um espaço favorável onde seja permitido interagir e interferir na realidade, buscando novos horizontes e novas possibilidades através de uma ação concreta sobre o conhecimento a ser adquirido, não pode esquecer que ele também faz parte deste processo quando aceita o novo através da reflexão crítica da sua prática, e faz uso dos seus conhecimentos no dia-a-dia educacional. Os blogs e flogs são um espaço privilegiado para a organização de aulas, oficinas, pesquisas, onde pode-se sistematizar um assunto organizando-o de acordo com as necessidades especificas de um grupo (de alunos ou professores). A sua aplicação no cotidiano escolar pode se dar na forma de Blogs ou Flogs pessoais, onde os alunos escrevem e registram livremente sobre si e seus gostos, aprendendo a dominar a ferramenta. Podem ser Blogs ou Flogs voltados para os conteúdos abordados através da publicações de notícias, reportagens, pesquisas, histórias, debates ou através de criações de textos, poesias, contos, crônicas.Analisando crítica e reflexivamente a utilização de blogs e flogs na educação, podemos perceber o quanto eles são capazes de enriquecer uma aula / projeto através da publicação e interação de idéias na Internet. Basta adequá-los aos objetivos de ensino, oportunizando que o conhecimento seja construído através da interação dos recursos informáticos e das capacidades individuais, criando um ambiente favorável para a aprendizagem.Trabalhar usando Blogs e Flogs permite que o professor consiga perceber através das informações registradas nos Blogs e Fotoblogs quais os conceitos e idéias que foram melhor compreendidos, que informações e dados precisam ser trabalhados novamente, quais as estratégias de aula que deram certo ou errado.De posse dessas informações é possível que o professor possa repensar sua prática, modificar trechos do percurso escolhido por ele, utilizar novas ferramentas para facilitar e aperfeiçoar suas aulas, modificar a bibliografia original de seu trabalho, perceber o que seus estudantes pensam do trabalho que está sendo desenvolvido,...Para os estudantes cria-se uma ótima oportunidade de estudar com regularidade os conteúdos trabalhados nas aulas, certificar-se dos conceitos e idéias demonstrados, apresentar as eventuais dúvidas através dos próprios blogs/fotoblogs.

CONCLUSÃO
O desenvolvimento desse trabalho, é o início de novas articulações e novas pesquisas. Entre as considerações finais destacamos: que trabalhar com recursos de Blogs e Flogs com objetivo pedagógico ampliam-se os espaços educacionais, onde os professores e alunos podem compartilhar informações de forma criativa e prazerosa.O exercício de "blogar" - postar mensagens nessa espécie de diário pessoal cibernético - permite ao professor refletir sobre sua atividade, trocar idéias com os colegas, oferecer referências interessantes aos alunos, ampliar os encontros presenciais e tornar suas iniciativas mais visíveis.O uso de ferramentas para blogs nos possibilita aumentar os recursos disponíveis a serem utilizados, bem como personalizá-los, deixando parecido conosco. Quando são blogs ou flogs coletivos, facilitam a interação, troca de idéias e a colaboração, onde cada um coloca sua idéia ou posta aquela foto que mais gosta.Analisando crítica e reflexivamente a utilização de blogs e flogs na educação, podemos perceber o quanto eles são capazes de enriquecer uma aula / projeto através da publicação e interação de idéias na Internet. Basta adequá-los aos objetivos de ensino, oportunizando que o conhecimento seja construído através da interação dos recursos informáticos e das capacidades individuais, criando um ambiente favorável para a aprendizagem, desenvolvendo a autonomia a medida em que o educando administra seu próprio conhecimento interagindo com os diferentes objetos oferecidos para a implementação do blog.
Quanto o trabalho em grupo, acredito que todas contribuíram de acordo com suas possibilidades. Umas mais, outras menos. Cada integrante do grupo realizou pesquisas sobre o assunto, testou possibilidades e contribuiu de alguma forma com idéias e sugestões para aperfeiçoar o trabalho. Sabemos que o tempo foi pouco para aprofundar e enriquecer ainda mais a pesquisa.

5 comentários:

Su disse...

Olá grupo

Bom trabalho. Mergulhar na vivência de certos conteúdos inclui, também, a possibilidade do excesso. O bom é que, com o desenvolvimento do trabalho, vamos ajustando o tom e olhando com olhos críticos para a nossa produção.

Um blog possibilita isso. :)

Sobre a minha provocação de "como transformar um blog num flog":
Para mim flogs são limitados, pois a maioria dos serviços impõem limites de número de postagens (tamanho, tb), de comentários, etc

Os blogs, sobretudo um blog do blogger que tu hospedares num servidor teu, não terá estes limites e, ainda conversará com outros aplicativos como o Flickr.
As nossas janelas é um blog / flog, misturando o blogger com o flickr (e com a postagem móvel). Esta era a idéia da provocação :)

Falando no "janelas", deem uma espiada lá :)

TV Digital disse...

Hello. This post is likeable, and your blog is very interesting, congratulations :-). I will add in my blogroll =). If possible gives a last there on my blog, it is about the TV Digital, I hope you enjoy. The address is http://tv-digital-brasil.blogspot.com. A hug.

Pedagogos Udi disse...

gostaria de refazer o meu blog e fotolog, num so, mas ter como colocar tudo isso e até videos...será que tem jeito?
me add no msn pra conversarmos, preciso de ajuda...junia

anc.bs@terra.com.br
apaga isso ta

ELIANE disse...

Olá colegas, estou estudando o assunto abordado neste blog e está sendo de muita valia. Eliane Tomelin-Joinville-SC

joão disse...

Http://wwwjosemalm.blogspot.com
Vamos em frente, vamos vencer, quem é que vence?
São os que, no caminho do amor, não param de lutar, não desistem, e não desanimam.